top of page
blog.jpg
  • Alexandre Ferraz

Fitoterapia, Homeopatia e os Medicamentos Fitoterápicos: entenda as diferenças.

O profissional da saúde em sua formação normalmente tem muito pouco contato com a fitoterapia. Com isso, na maioria das vezes quando busca informação e atualização acaba encontrando livros, blogs ou até vídeos que normalmente, misturam conteúdos sobre espiritualidade, alimentação, estética, homeopatia e plantas medicinas. Dessa forma, algumas definições não são claramente apresentadas e deixam o leitor confuso até mesmo frente a diferença entre plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos.

foto de plantas medicinais e frascos de homeopatia

Plantas medicinais são aquelas espécies vegetais que através da observação ou experimentação, o homem selecionou como útil para combater distúrbios ou doenças. A perpetuação dessas informações através da comunicação oral ou escrita vem sendo repassadas de geração para geração e constitui-se como a base da fitoterapia.

A fitoterapia é a ciência que estuda a utilização das plantas medicinais ou de suas partes, sem a utilização de substâncias ativas isoladas, com finalidade terapêutica, seja para prevenir, atenuar ou para curar uma determinada patologia. A fitoterapia em todas as suas variações segue a lei da alopatia que busca a cura pelo efeito contrário enquanto a homeopatia busca a cura pelo efeito semelhante. Ainda, apenas na homeopatia há a diluição acima do número de avogrado e a dinamização de suas preparações, sendo muito frequente o uso de plantas medicinais.

Por outro lado, um medicamento fitoterápico é um produto farmacêutico obtido com emprego exclusivo de matérias-primas ativas vegetais cuja segurança e eficácia sejam baseadas em evidências clínicas e que sejam caracterizados pela constância de sua qualidade. Não se considera medicamento fitoterápico aquele que, na sua composição, inclua substâncias ativas isoladas, de qualquer origem, nem as associações destas com extratos vegetais (fitocomplexo).

Por isso, podemos dizer que todo medicamento fitoterápico é produzido a partir de uma planta medicinal, mas nem toda a planta medicinal foi adequadamente estudada para ser comercializada como medicamento fitoterápico ou produto fitoterápico tradicional.

AVISO LEGAL:

  • Este site não indica o consumo de plantas (rasuradas ou moídas) in natura nem traz orientações sobre preparações caseiras a partir de plantas medicinais. Recomendamos atenção especial ao uso de plantas cultivadas domesticamente ou cuja a espécie não foi identificada por um profissional capacitado.

  • O conteúdo deste site é embasado em documentos oficiais e artigos científicos publicados na literatura nacional e internacional bem como as bulas dos medicamentos registrados pela Anvisa. Este site tem caráter educativo com imagens ilustrativas e busca auxiliar profissionais de saúde que irão tratar seus pacientes com medicamentos fitoterápicos. 

  • O conteúdo deste site não substitui a consulta ao profissional de saúde que acompanha e orienta o paciente. Qualquer consumo do medicamento fitoterápico é de total responsabilidade do paciente e seu prescritor. 

  • O autor é terminantemente e enfaticamente contra a auto-medicação. Este site não recomenda o uso de medicamentos sem a orientação de um profissional da saúde e não se responsabiliza pelo mau uso de seu conteúdo para tanto.

  • O autor se empenhou para citar e dar o devido crédito a todos os detentores de direitos autorais de qualquer material usado neste site, dispondo-se a possíveis atualizações caso alguma referência tenha sido omitida.

bottom of page