top of page
blog.jpg
  • Alexandre Ferraz

Conheça o medicamento fitoterápico desenvolvido para auxiliar o tratamento da espasticidade

A partir de importantes danos neurológicos como acidente vascular cerebral, paralisia cerebral, entre outros o paciente pode que pode desenvolver a espasticidade. Este distúrbio é caracterizado por um aumento do tônus muscular que leva a uma tensão muscular exagerada em músculos em repouso. A espasticidade causa dor e uma redução do movimentos voluntários, e se não for tratada, pode evoluir aumentando a rigidez muscular e até produzir deformidades articulares.

O tratamento da espasticidade normalmente envolve ações não farmacológicas da fisioterapia, aliada ao uso de fármacos (relaxantes musculares, agentes espasmódicos ou injeções com bloqueadores do sistema nervoso periférico). Contudo, recentemente, entrou no mercado um medicamento fitoterápico com uma via de administração diferente. Ziclague tem uso tópico na forma de spray contendo o óleo volátil das folhas de Alpinia zerumbet.

Ainda, o ziclague tem vantagens importantes frente aos demais tratamentos pois, devido ao uso tópico do óleo volátil, torna-se um medicamento muito fácil de usar e ainda poderá apresentar alta adesão ao tratamento, pois possui baixo risco de intoxicações, efeitos adversos e interações medicamentosas. Importante destacar que os óleos voláteis puros possuem elevada toxicidade e seu uso terapêutico deve ser sempre em pequenas dosagens conforme desenvolvidos nos medicamentos fitoterápicos e não devem ser aplicados sobre mucosas ou pele que não esteja íntegra.

AVISO LEGAL:

  • Este site não indica o consumo de plantas (rasuradas ou moídas) in natura nem traz orientações sobre preparações caseiras a partir de plantas medicinais. Recomendamos atenção especial ao uso de plantas cultivadas domesticamente ou cuja a espécie não foi identificada por um profissional capacitado.

  • O conteúdo deste site é embasado em documentos oficiais e artigos científicos publicados na literatura nacional e internacional bem como as bulas dos medicamentos registrados pela Anvisa. Este site tem caráter educativo com imagens ilustrativas e busca auxiliar profissionais de saúde que irão tratar seus pacientes com medicamentos fitoterápicos. 

  • O conteúdo deste site não substitui a consulta ao profissional de saúde que acompanha e orienta o paciente. Qualquer consumo do medicamento fitoterápico é de total responsabilidade do paciente e seu prescritor. 

  • O autor é terminantemente e enfaticamente contra a auto-medicação. Este site não recomenda o uso de medicamentos sem a orientação de um profissional da saúde e não se responsabiliza pelo mau uso de seu conteúdo para tanto.

  • O autor se empenhou para citar e dar o devido crédito a todos os detentores de direitos autorais de qualquer material usado neste site, dispondo-se a possíveis atualizações caso alguma referência tenha sido omitida.

bottom of page