top of page
blog.jpg
  • Alexandre Ferraz

Cápsulas com plantas moídas são medicamentos fitoterápicos?

Cápsulas contendo plantas trituradas, ou pulverizadas, não podem ser classificadas como medicamentos fitoterápicos. Esta afirmação é justificada pelo fato de que estes produtos não passaram por um processo farmacêutico tecnicamente elaborado e, por consequência, nada mais são do que plantas medicinais.

cápsulas abertas com folhas trituradas

Cápsulas com drogas vegetais moídas não foram submetidas a estudos de controle de qualidade que assegurem a absorção da concentração terapêutica do marcador químico ou biológico, pois para apresentar algum efeito farmacológico, o organismo precisará extrair os princípios ativos através dos fluidos corpóreos. Em contrapartida, em um medicamento fitoterápico você irá consumir uma forma farmacêutica elaborada apenas com os compostos que já foram extraídos da droga vegetal e sem a presença de partes vegetais brutas que podem ficar acumuladas no organismo.

Um exemplo claro que podemos trazer para ilustrar essa situação é o café (Coffea arabica) moído. Imagine que ao invés de esquentar 500 mL de água para extrair os constituintes de 50 g do pó do café e beber em uma xícara com 100 mL desta solução, você irá ingerir 1g do pó moído das sementes do café dentro de uma cápsula.

Resumindo, em uma cápsula com 1 g de pó das sementes de café o organismo vai ter que extrair a cafeína presente nessa amostra, enquanto que ao consumir uma cápsula com 1g do extrato de café você estará consumindo toda a cafeína presente em uma xícara de 100 mL de café previamente extraídas com água quente de 50 g do pó das sementes de café.



AVISO LEGAL:

  • Este site não indica o consumo de plantas (rasuradas ou moídas) in natura nem traz orientações sobre preparações caseiras a partir de plantas medicinais. Recomendamos atenção especial ao uso de plantas cultivadas domesticamente ou cuja a espécie não foi identificada por um profissional capacitado.

  • O conteúdo deste site é embasado em documentos oficiais e artigos científicos publicados na literatura nacional e internacional bem como as bulas dos medicamentos registrados pela Anvisa. Este site tem caráter educativo com imagens ilustrativas e busca auxiliar profissionais de saúde que irão tratar seus pacientes com medicamentos fitoterápicos. 

  • O conteúdo deste site não substitui a consulta ao profissional de saúde que acompanha e orienta o paciente. Qualquer consumo do medicamento fitoterápico é de total responsabilidade do paciente e seu prescritor. 

  • O autor é terminantemente e enfaticamente contra a auto-medicação. Este site não recomenda o uso de medicamentos sem a orientação de um profissional da saúde e não se responsabiliza pelo mau uso de seu conteúdo para tanto.

  • O autor se empenhou para citar e dar o devido crédito a todos os detentores de direitos autorais de qualquer material usado neste site, dispondo-se a possíveis atualizações caso alguma referência tenha sido omitida.

bottom of page